Artrite e Artrose: sintomas, tratamento (natural), remédio, foto

Aproximadamente 1% da população mundial sofre com dores e limitações decorrentes da artrite reumatoide. Só no Brasil há, em média, 2 milhões de pessoas.

Dores, dificuldades de movimento e alterações na estrutura óssea são apenas alguns dos sintomas e complicações relacionados à doença.

Porém, engana-se quem acha que a condição só acontece com gente mais velha. Apesar de ter uma relação direta com o envelhecimento, a artrite reumatoide pode ocorrer também em crianças e adolescentes.

trata dores no jelho
Curcury trata dores no joelho

O que é Artrite Reumatoide?

A artrite reumatoide (AR) é uma doença crônica, autoimune e sistêmica caracterizada pela inflamação das articulações.

Não se sabe exatamente o que desencadeia a alteração, mas, assim como outras condições autoimunes, o organismo começa a ser atacado pelas próprias células de defesa.

Aos poucos, as articulações de todo o corpo (mas principalmente das mãos) vão sendo afetadas pela inflamação.

O resultado é que dores, inchaços e redução da mobilidade acometem o paciente.

Considerada uma condição sistêmica, com o tempo, a doença pode causar deformidades nas estruturas e afetar também outros tecidos e órgãos.

As alterações causadas pelas frequentes inflamações podem causar lesões ósseas e articulares irreversíveis, o que pode resultar em deformações que reduzem a qualidade de vida do paciente.

Por se tratar de uma doença sistêmica, as inflamações podem ocorrer também em outros lugares, como em volta do coração, no pulmão e até mesmo nos olhos.

Ainda não há cura, mas a artrite reumatoide pode ser controlada com medicamentos antirreumáticos ou produtos naturais.

Em geral, as condições que afetam as estruturas articulares (reumatismo) são atribuídas às pessoas mais velhas.

Porém, a artrite reumatoide é uma doença autoimune e, por isso, pode se manifestar em qualquer idade, incluindo nas crianças.

Ainda assim, o envelhecimento está associado à doença, que tem maior incidência a partir dos 40 anos.

Quais as causas?

A artrite reumatoide é uma doença autoimune, ou seja, acontece quando o sistema imunológico se confunde e começa a atacar o próprio organismo.

Não se sabe exatamente o que desencadeia a alteração do organismo, mas, entre as possibilidades, está a herança genética.

A articulação e ponto que liga os ossos. A cartilagem é um tecido que recobre as extremidades e protege cada osso do atrito.

Nessa região, há ainda membrana sinovial, um tecido bastante fino que produz lubrificantes paras as articulações, evitando que haja atritos ou dificuldade de movimentação.

O paciente com artrite reumatoide, por alguma razão, desenvolve uma resposta inflamatória que acomete as articulações, causando a inflamação da região, que gera dor, vermelhidão e inchaço.

Em seguida, ocorre uma entrada de células de defesa no tecido sinovial, fazendo com que ocorra a produção de outras substâncias que ficam acumuladas no tecido articular. Isso causa os sintomas, como inchaço e dor.

Aos poucos, a membrana sinovial fica mais espessa e a cartilagem sofre um desgaste progressivo, podendo danificar os ossos, que enfraquecem devido aos atritos.

Todos esse mecanismo é possivelmente desencadeado por uma associação de predisposição genética e fatores ambientais.

Sintomas da artrite reumatoide

Os primeiros sintomas da AR costumam ser sutis, como dores nas juntas das mãos e dos pés. O paciente pode ter problemas para realizar tarefas simples como abrir potes e girar maçanetas, ou até mesmo sentir dor nos pés ao caminhar após levantar da cama de manhã.

Dor e inflamação

A inflamação faz com que leucócitos (células de defesa) entrem nas articulações, acumulando substâncias no local.

Em geral, elas seguem um padrão simétrico, ou seja, quando há uma inflamação na mão direita, muito provavelmente, há uma na mão esquerda também.

Como há um aumento ou concentração de células e substâncias, a região fica inchada.

Esse inchaço faz o tecido sinovial esticar, tornando as terminações nervosas mais sensíveis e doloridas.

A dor pode ser constante e com intensidades diferentes, dependendo de cada paciente.

Inchaço e vermelhidão articular

O inchaço ocorre devido à inflamação das articulações. Células se acumulam nas camadas sinoviais e geram a distensão do local.

Já a vermelhidão é devido às células de defesa migrando para a região das articulações. Como o corpo precisa enviar mais sangue ao local, ocorre a dilatação de vasos sanguíneos, a fim de suprir as demandas circulatórias.

Rigidez

A rigidez das articulações está bastante relacionada à dor e, muitas vezes, o paciente tem a capacidade de movimentar completamente a região.

Ou seja, a inflamação torna a região sensível, gerando dores e incômodos. Aos poucos, o próprio paciente limita seus movimentos a fim de evitar o desconforto.

Deformidades

Como há uma distensão das camadas sinoviais, aos poucos, as articulações começam a ficar instáveis.

O tecido cartilaginoso começa a sofrer degeneração e, com isso, causa alteração nos encaixes ósseos, fazendo com que as estruturas, como dedos, fiquem tortas.

Nódulos reumatoides

Também pode ocorrer a formação de nódulos reumatoides, que são nódulos subcutâneos de 2mm a 5cm de tamanho, localizados principalmente ao redor de articulações.

Essas lesões costumam ser duras e assintomáticas, mas podem desenvolver infecções e ulcerações.

Fadiga e cansaço intenso

Em geral, 40% dos pacientes com artrite reumatoide sentem fadiga e cansaço extremos. A condição pode ser resultado do comprometimento muscular, que provoca redução de força e condicionamento físicos.

Nesses casos, a condição é agravada porque, conforme o paciente sente dores, dificuldade em se locomover e fadiga, há a tendência de reduzir ou evitar os exercícios agravando a redução do condicionamento.

Outros sintomas

Ainda podem se manifestar sintomas como:

  • Falta de apetite;
  • Febre;
  • Irritabilidade;
  • Suor frio.

Diagnóstico

O profissional mais adequado para diagnosticar a artrite reumatoide é o clínico geral e o reumatologista.

Medicamentos e produtos naturais

O paciente pode ser orientado ao uso de medicamentos que aliviam dores e reduzem as inflamações, além de remédios considerados modificadores do curso da doença, produtos naturais ajudam a aliviar as dores, um produto ótimo que tem melhorado a vida de muitas pessoas é o Curcury, com Cúrcuma ou Açafrão da terra como é chamado por aqui, a Cúrcuma ajuda muito quem sofre de Reumatismo, o Curcury também conta com Piperina que potencializa o poder da cúrcuma em até 20 vezes a mais o seu efeito, além da Piperina já ser um ótimo antiinflamatório natural, e o Curcury também conta com o Colágeno que ajuda nas reconstrução das articulações, e a Vitamina D que ajuda a fortalecer os ossos.

Ainda que dificilmente tenha contra indicações, esse tipo de produto natural como o Curcury demonstra bons resultados para evitar o agravamento do quadro, e em muitos casos pessoas relataram não sentirem mais dores exageradas ou deixaram de sentir dores.

Resultados comprovados

  • Redução da dor: -40,1%
  • Rigidez: -18,48%
  • Sintomas da osteoartrite: -9,17%
O estudo feito com Curcury mostra sua eficácia para tratamento das dores
Estudo comprova a eficácia, e mostra porque Curcury é bom para tratamento das dores
curcury-gel-extra-forte
curcury trata dores e gel extra forte
curcury, dores musculares, aumenta imunidade, dores e inflamações, antioxidante e bom para o coração. prevenção de depressão.
Curcury para dores musculares, dores e inflamações, antioxidante, aumenta imunidade, previne depressão.

Compartilhe